O que é Metodologia Ágil e Scrum

As coisas podem ficar um pouco confusas para os novatos quanto às nomenclaturas. Metodologia “Scrum” e “Ágil” (alguns preferem usar a palavra em inglês: Agile) parecem ser intercambiáveis quando você entra pela primeira vez nesse mundo, mas há uma diferenciação importante.

“Ágil” se refere a um conjunto de “métodos e práticas baseadas nos valores e princípio expressos no Manifesto Ágil (Agile Manifest)”, o que inclui coisas como colaboração, auto-organização, e equipes interdisciplinares.

Scrum é uma estrutura metodológica que é usada para implementar o desenvolvimento Ágil.

Uma boa analogia poderia ser a diferença entre uma receita e uma dieta. Um dieta vegetariana é um conjunto de métodos e práticas baseadas em princípios e valores. Uma receita de taco de grão de bico seria uma “estrutura metodológica”, um conjunto de instruções que você pode usar para implementar sua dieta vegetariana.

É semelhante à relação entre Ágil (a dieta) e Scrum (a receita que você segue).

Ágil nasceu das técnicas utilizadas por inovadoras empresas japonesas nos anos 70 e 80 (empresas como Toyota, Fuji e Honda).

No meio dos anos 90, um homem chamado Jeff Sutherland ficou decepcionado com empresas que constantemente o atormentavam com projetos que tinham um cronograma apertado e um orçamento exagerado. Ele decidiu encontrar uma maneira melhor de fazer isso.

Suas pesquisas o levaram até essas empresas japonesas e seus métodos Ágeis. Baseando seu trabalho nisso, Sutherland criou a metodologia Scrum. Depois de uma série de sucessos usando seu novo método, o Scrum começou a se espalhar rapidamente por todo mundo do desenvolvimento de produtos.

Quem pode se beneficiar da metodologia Scrum?

Você pode ser perdoado por pensar que a metodologia Scrum era algo restrito a engenheiros e desenvolvedores. Mas a estrutura Scrum pode ser benéfica para os outros tipos de projetos também.

“O método Scrum pode ser usado para qualquer tipo de projeto complexo, a ressalva é que ele funciona melhor quando há um produto concreto que está sendo produzido”, diz David Matthew, um Scrum Master Certificado pelo Incentive Technology Group, “se você trabalha em marketing e precisa de textos para um projeto, Scrum, definitivamente, pode ser benéfico para sua equipe.”.

O Scrum tem sido usado por todo mundo, do FBI a agências de marketing e equipes de construção. Sempre que você estiver produzindo algum tipo de produto, seja ele um software ou uma campanha de e-mail marketing, a metodologia Scrum pode te ajudar a organizar sua equipe e ter mais trabalho feito em menos tempo.

As Pessoas e as Partes do Scrum

Para entender o Scrum e sua metodologia, você precisa entender as pessoas e as partes do esquema. A boa notícia é que você não precisa de nenhuma experiência especial ou certificação para começar.

“Você não precisa de muito para começar com o Scrum”, diz Matthew, “Você realmente só precisa de um lugar para organizar seus pensamentos, a sua reserva cerebral. Pode ser um software como o Trello, ou mesmo um quadro branco. Você precisa dos diferentes papéis, como o Dono do Produto e o Scrum Master.

As ferramentas que você precisa de verdade não são tão impressionantes como os nomes dos papéis envolvidos.

Vamos desvendar as partes que fazem o Scrum acontecer:

  • O Scrum começa com um Dono de Produto. Esta é a pessoa que representa o melhor interesse do usuário final, e tem autoridade para dizer o que vai fazer parte do produto final ou não.
  • Esse Dono do Produto é encarregado de fazer o chamado Backlog: uma lista de tarefas e das exigências e necessidades do produto final. Aqui está uma parte importante: O Backlog deve ter uma ordem de prioridade. Esse é o trabalho do Dono do Produto.
  • Se eu estivesse usando o Scrum para projetar um carro, itens como “Deve ter um motor” estariam perto do topo da minha lista de prioridades, porque o carro não pode funcionar sem ele. “Deve ser pintado de vermelho” seria uma tarefa menos importante na minha lista de prioridades; ela ainda pode ser importante para mim, mas não é um requisito imprescindível para que o carro possa ser construído.
  • Em seguida vem o “Sprint”. Um Sprint é um período de tempo pré-determinado dentro do qual a equipe completa conjuntos de tarefas do Backlog. O período de tempo depende das necessidades da equipe, mas duas semanas é um tempo bastante comum.
  • As equipes se reúnem todos os dias para fazer atualizações sobre o andamento do Scrum diário. Muitas pessoas também chamam essas atualizações de “Daily Stand-Ups” ou “Daily Scrum”.
  • Cada Sprint termina com uma revisão, ou Retrospectiva (Retrospective), onde a equipe analisa seu trabalho e discute maneiras de melhorar o próximo Sprint.
    Como você pode ver, não há realmente nenhum equipamento especial ou treinamento que você necessite para começar. A parte mais difícil é aprender o dialeto e estar a par das regras e orientações que fazem o Scrum funcionar.

Como você pode ver, não há realmente nenhum equipamento especial ou treinamento que você necessite para começar. A parte mais difícil é aprender o dialeto e estar a par das regras e orientações que fazem o Scrum funcionar.

Fonte: http://br.blog.trello.com/scrum-metodologia-agil/